HOME BLOG CONTATO INDIQUE ESTE SITE
 
Área:
CARO LEITOR | ver comentários |
Título: O Ipiranga de todos nós
Autor: Rodolfo C. Martino - publicado em 23/11/2001
 

"Recessão é quando seu vizinho perde o emprego. Depressão é quando você perde o seu" (Harru S. Truman)

01. Quero pegar uma carona no breve comentário que o doutor Laerte Toporcov faz na coluna Amigo do Bairro de hoje. Faz algum tempo que o Ipiranga anda perdendo importantes instituições que, de forma direta, só completavam nossa rede de serviços públicos e melhoravam a qualidade de vida dos moradores. Não vou enumerá-las, até porque o Laerte já o fez, lá no alto da página; mas convém ficar atento a essa perda de prestígio que a região vem assistindo em termos governamentais...

02. Aliás, basta percorrer as ruas do bairro para se constatar o quanto estamos abandonados. E em todos os níveis, diga-se. Não quero aqui culpar apenas o governador Alckmin e a prefeita Marta, apesar de reconhecer que também estão deixando a desejar. A prefeita não sabe o que faz com o Fura-Fila e o governador anunciou, nesta semana, novas linhas do Metrô -- e a que serviria o bairro sequer foi cogitada, ainda que remotamente.

03. Mas, a coisa vem decaindo geral e progressivamente em níveis preocupantes. O Ipiranga, que tinha como problemas principais o trânsito, as enchentes e a questão habitacional, defronta-se hoje com a criminalidade e a violência urbana que atinge patamares assustadores.

04. Acredite. O outrora bairro tranqüilo tem no subdistrito do Sacomã o homicídio como a principal causa de mortalidade ao lado das isquemias cardiovasculares, segundo levantamento do Programa de Aprimoramento das Informações de Mortalidade no Município de São Paulo, realizado no ano passado. Na região do Ipiranga, os homicídios também aparecem entre os primeiros lugares... Uma questão séria e grave que requer atenção objetiva das autoridades competentes.

05. Outro ponto que é óbvio não poderia faltar: o grande, enorme, gigantesco elefante branco que se tornaram as obras do Fura-Fila. Aliás, toda vez que o Governo fala em aumentar impostos evito passar por aquela área da Juntas Provisórias e Sacomã para não passar o resto da semana injuriado. É belíssimo o aproveitamento que fazem do nosso dinheiro...

06. O mais grave é que não vemos solução à frente para o impasse. Imagino que todo esse desproporcional equívoco tende a ficar como está. Uma proveitosa utilização seria consagrá-lo como o Monumento à Incompetência e ao Estelionato Eleitoral. Ao menos seria um alerta para evitar que o eleitor caia em outro conto do vigário, como caímos na eleição municipal de 96.

07. Ano que vem tem eleição. Só um lembrete, no melhor estilo Felipão: abre o olho, eleitor...

 
 
COMENTÁRIOS | cadastrar comentário |
 
 
© 2003 .. 2017 - Rodolfo Martino - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Sicca Soluções.
Auto-biografia
 
 
 
BUSCA PELO SITE