HOME BLOG CONTATO INDIQUE ESTE SITE
 
Área:
CARO LEITOR | ver comentários |
Título: Um lugar sagrado...
Autor: Rodolfo C. Martino - publicado em 03/05/2002
 

"Todos vivemos sob o mesmo céu, mas nem todos vêm o mesmo horizonte" (Konrad Adenauer)

01. O secretário estadual do Patrimônio Histórico, Emmanuel Von Massarani, esteve ontem pela manhã na sede da Congregação das Irmãzinhas Imaculada Conceição, na avenida Nazaré. Veio vistoriar as obras de reconstituição da fachada original do prédio, onde viveu e morreu Madre Paulina. Os trabalhos, supervisionados pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico), deverão estar concluídos para a cerimônia de canonização da primeira santa brasileira, dia 19 de maio.

02. A visita é sempre bem vista pelos moradores. À época do prefeito Jânio Quadros, Massarani foi responsável pela recuperação de toda área externa do Parque da Independência, com dois feitos importantes: a implosão da arquibancada (uma agressão à arquitetura do local) e o gradeamento de todo o Parque para dar mais segurança ao usuário. Mesmo posteriormente, quando assumiu a Secretaria, o ex-diplomata continuou atento às coisas do bairro. Em uma de suas palestras na Distrital do Ipiranga da Associação Comercial, ressaltou a importância histórica e urbanística do bairro e anunciou a idealização do espaço museográfico na parte interna do Monumento da Independência, inaugurado em 2000.

03. Agora, que o bairro passa a figurar na rota das regiões sagradas, a presença de Massarani é garantia de que está surgindo uma nova área histórica, com projeção internacional. Importante destacar que o local vai dividir com Nova Trento (Santa Catarina, onde Madre Paulina viveu quando chegou ao Brasil) o afluxo dos devotos que, diga-se de passagem, cresce a cada dia. Em Nova Trente está sendo edificado um majestoso santuário, mas é aqui no Ipiranga que permanecerão as relíquias mortuárias e o museu com objetos pessoais de Santa Madre Paulina.

04. Acho importante dar o devido valor ao encontro de ontem. Para quem não se recorda, foi numa desatenção de nossas autoridades (inclusive o Condephaat) que, há cerca de sete anos, o Instituto Bom Pastor foi sumariamente posto abaixo. Em seu lugar, estava prevista a construção de um conjunto de prédio de 15 andares, todos vizinhos ao Parque da Independência, há menos de 100 metros do Monumento e da primeira igreja da região, a Capela do Bom Jesus do Horto.

05. A construção, como foi constatado posteriormente, contrariava a legislação que preserva os arredores do Parque histórico e a obra ainda hoje está sub-judice. Na verdade, a mobilização popular aconteceu tardiamente. Não manteve o velho convento em pé, mas conseguiu embargar a obra. Para tanto, foi vital a pressão dos moradores sobre políticos e autoridades. Alguns deles -- com destaque para o hoje deputado estadual Alberto Hiar (Turco Loco) -- apresentaram projetos e promoveram pesquisa e audiência pública em defesa da área nobre no bairro. Foi uma bela lição de cidadania e de valorização de nossos monumentos históricos.

06. Uma pena! Com a morosidade da Justiça para a sentença final, a área está abandonada -- passível até de eventuais invasões. É bom que tenhamos atenção urgente para esse caso também. Se outros motivos não houvessem, foi no Convento Bom Pastor que Madre Paulina morou ao chegar em São Paulo para dar início à magnífica obra, hoje prestes a ser santificada.

 
 
COMENTÁRIOS | cadastrar comentário |
 
 
© 2003 .. 2017 - Rodolfo Martino - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Sicca Soluções.
Auto-biografia
 
 
 
BUSCA PELO SITE