HOME BLOG CONTATO INDIQUE ESTE SITE
 
Área:
PARANGOLÉS | ver comentários |
Título: Papo de amigo
Autor: Rodolfo C. Martino - publicado em 08/10/2006
 

Vá entender as mulheres, meu caro...

Quase sempre jogam com as cartas sob a manga. Muitas vezes somos esse que chamam de descarte. Ou seja, esperam a decisão do príncipe e nos deixam, ali, na 'regra 3'.

Pode ser o caso que agora você me conta. Se for, corra, amigo, corra. Lembre-se do filme “Forrest Gump”. E não pare tão cedo...

Se não for, alguns conselhos importantes: evite o telefone e a internet.

O primeiro, elas sempre dominam melhor. Nós só fomos ter alguma intimidade com o aparelho após o advento do celular. Quanto à internet, se você não usar com agilidade, é inevitável: transforma todo teclador em amiguinho. Amiguinho virtual, se é que você me entende. O que é péssimo, convenhamos.

Use e abuse do que vocês hoje definiram como 'chaveco'. Ou será que já mudou de nome?

Cuide de ser algo imprevisível, mas suavemente atencioso e gentil. Lembre-se: é sempre melhor jogar em nosso campo. Uma máxima dos estádios, mas que funciona aqui também.

Portanto, se lhe convidar para sair com a 'galera' dela, fique de fora. É comum nessas ocasiões as amigas tomarem conta da conversa. E você, desinformado de tais assuntos, sobrar na roda, apatetado e com cara de 'marido'.

Proponha programas imperdíveis... O show do Chico Buarque que retorna São Paulo a reboque do baita sucesso que fez ainda há pouco.

Ou um super jantar pra comemorar algo que você inventa na hora. Uma bobagem qualquer que a faça dizer: “Nossa que fofo”!!! Eis um bom começo, meu caro.

Há ainda o Benjor que dia 20 aporta na cidade quebrando tudo. Será que dá para esperar até lá? Mesmo se você for da turma do 'pé na parede' - ou seja, não balança nem com vento forte à noroeste -, mesmo assim, arrisque. Show do Benjor é sempre uma celebração. De resto, o que é que a gente não faz por amor...

Teatro, teatro? Sinceramente, não sei se vale para um primeiro encontro. Há quem ame. Há quem odeie. Lamente profundamente que Tônia Carreiro não esteja em cartaz na cidade. É só um pretexto para falar da paixão avassaladora que enlouqueceu nosso maior cronista, Rubem Braga. E cite um breve frase do Velho Urso:

"Fiquei tão feliz que me nasceram uma flor na lapela e uma namorada no braço".

(Será que as mulheres ainda gostam de amores assim? Ai, ai, ai)

Em última análise, a convide para olhar o mar num mirante qualquer do litoral ou a um passeio na Aldeia da Serra, nos arredores de Sampa. Lá, existe um lago e um certo ar romântico...

É isso, campeão...
Boa sorte...

Uma recomendação. Se mesmo assim, ela ficar reticente, eu sei que dói, mas é melhor deixar pra lá com cara de mau e e ar de quem diz:

"Tolinha, você não sabe o que está perdendo’.

Enfim, não nascemos Ronaldo, Mansur, Santoro ou filho de magnata. Mas, afinal, o que é que eles têm que nós não temos? (Não precisa responder).

Tocando e seguindo em frente com as manhas. E as manhãs...

 
 
COMENTÁRIOS | cadastrar comentário |
 
Autor: Rosangela Nery Data: 16/11/2006
Esta semana fui surpreendida pelo fato do carro da pessoa que me acompanhava, não ter controle automático, e com isso ele abriu gentilmente a porta. É provável que com as facilidades da modernidade, alguns comportamentos agradáveis possam não vir a acontecer. Tomara que esteja enganada, mas não sei não...
 
Autor: Cassio Waki Data: 11/10/2006
elas fingem que não sabem... nós também fingimos que elas não sabem... (cara, que confuso) mas assim que é bom.

que texto, hein? lembro como se fosse hoje...
 
Autor: Julyana Voltareli Rosa Data: 11/10/2006
Concordo com o que a moça abaixo disse.
rs...
 
Autor: Rosangela Nery Data: 10/10/2006
Essas ¨dicas¨ que você passou aos homens...as mulheres já sabem disso...só fazemos de conta que de nada sabemos.
 
 
© 2003 .. 2017 - Rodolfo Martino - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Sicca Soluções.
Auto-biografia
 
 
 
BUSCA PELO SITE