Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Crônicas de Viagens – Fátima

Foto: Fátima/divulgação

56 – O peregrino 

FÁTIMA não é propriamente uma cidade bonita.

Quando se anda pelos quadrantes de Portugal, outras tantas belezas nos movem a pequenas cidades encantadoras. Citaria de imediato Évora, Tomar, Figueira da Foz, Coimbra e os arredores litorâneos de Lisboa.

Não vou sequer citar a Capital e o Porto que são maravilhas à parte – e obrigatórias a todo viajante.

Ora, pois pois…

Agora, pensem cá comigo, leitores e amigos…

Estou para conhecer brasileiro que, em visita à Terrinha, não passe pelo Santuário construído no lugar da aparição da Virgem aos pastores, Lúcia, Jacinta e Francisco.

Estou para conhecer quem, em ali estando, não se emocione diante de tantas e tamanhas  manifestações de fé e religiosidade.

Lembro quando o Papa Bento XVI visitou o Templo para dar um testemunho que, então, pretendia mudar os rumos da Igreja e, por consequência, da Humanidade:

“Venho como o peregrino de Fátima”, disse o então Sumo Pontífice.

Ao ajoelhar-se diante da imagem santificada, Bento XVI repetiu o gesto de humildade e precisão que milhares de fiéis fazem diariamente desde que se deu o milagre, em 1917.

Suas palavras soaram como um alerta:

“A Igreja precisa reaprender virtudes como penitência e oração, aqui, vivenciadas pelos pequenos pastores.”

Bento XVI foi mais enfático quando esteve na Capelinha onde se deram as aparições. Disse aos religiosos ali presentes que estes devem estar imbuídos de uma missão mais do que urgente:

“A chama da fé corre o risco de se apagar, a prioridade que está acima de todas é tornar Deus presente neste mundo.”

Que a Santíssima de Fátima olhe por nós!

* Baseado em texto originalmente publicado em 13/05/2010

 

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *