HOME BLOG CONTATO INDIQUE ESTE SITE
 
Área:
CARO LEITOR | ver comentários |
Título: Coisas que você pode saber só de olhar para elas...
Autor: Rodolfo C. Martino - publicado em 06/07/2001
 

"A gente encontra o próprio estilo quando não consegue fazer as coisas de outra maneira" (Paul Klee)

Há tempos tenho a idéia de escrever a coluna com base nas impressões de leitores sobre fatos e personalidades públicos. Ou seja, nada que possa ser comprovado cientificamente, digamos assim. Nada que tenha o rigor da apuração jornalística, mas que, de alguma forma, denota um certo jeito do brasileiro olhar a cena política nacional. Aproveito o título de um belo filme, que está em cartaz na cidade, para fazer um apanhado dessas saborosas conversas informais. Então, vamos às coisas que você pode saber só de olhar para eles:

01. Que o presidente Fernando Henrique tem inestimável apreço pelo poder. Gostaria de ficar mais tempo em Brasília, quem sabe, agora, como primeiro ministro;

02. Que FHC não contava com a crise de energia que, paradoxalmente, revelou todo o apagão do seu governo;

03. Que o PSDB nunca assimilou inteiramente o nome do ministro José Serra para sucessão presidencial, especialmente depois das recentes pesquisas. Serra parece com parcos 6 por cento de intenções de votos atrás de Lula, Ciro, Itamar e Garotinho;

04. Que o ministro Serra acha perfeitamente contornável essa situação;

05. Que o governador Geraldo Alckmin é nome em ascensão no partido e para significativa parcela da mídia, que gosta das declarações sempre equilibradas e do jeito discreto de governar;

06. Que o governador do Rio, Anthony Garotinho, pode surpreender. É de todos os presidenciáveis o que mais agrada a facção do eleitorado que adora candidatos populistas;

07. Que Itamar Franco e Ciro Gomes brigam pela mesma fatia do eleitorado e, se não houver entendimento, ficam fora do segundo turno;

08. Que Itamar já foi escolhido como o anti-Cristo pela mídia, muito especialmente pela Globo. Depois que recebeu o apoio de Leonel Brizola, o caldo entornou de vez;

09. Que sem Paulo Maluf e Antônio Carlos Magalhães, o eleitorado de centro-direita está na moita, por enquanto, órfão de candidato;

10. Que o ex-governador Orestes Quércia está voltando quietinho, quietinho;

11. Que Maluf, ACM e Quércia não estão fora do jogo e que podem se transformar no fiel da balança das próximas eleições;

12. Que o favorito das pesquisas de intenção de votos, Luiz Inácio Lula da Silva, pôs as barbas -- agora, grisalhas -- de molho para o seu quarto embate presidencial. Fala em governo progressista de amplas alianças. Tudo para não assustar as elites e os investidores internacionais que ainda o vêem como
o sapo barbudo;

13. Que a prefeita Marta Suplicy sentiu o baque dos resultados da pesquisa divulgada no final de semana sobre a administração paulistana. A rejeição ao seu governo cresceu assustadoramente, apesar do pouco tempo que está a frente do Palácio das Indústrias;

14. Que o senador Eduardo Suplicy continua, como um personagem de Alexandre Dumas, sua jornada em prol do que entende ser um País mais justo;

15. Que o senador não se constrange em dizer-se ainda apaixonado pela ex-mulher;

16. Que os jogadores brasileiros de futebol não são os melhores do mundo. O Brasil não é mais o País do Futebol e ser campeão em vôlei e tênis não traz a mesma alegria;

17. Que os comentaristas de futebol não entendem bulufas do riscado. A maior parte foi perna dura quando moleque. E que, tal e qual os atacantes da seleção, só chutam bola fora e não saem da mesmice;

18. Que muitos já estão apontando o Ronaldinho como salvação da Pátria, mas esquecem de lembrar que o contrato com a Nike reza que ele não pode ficar dois anos fora da seleção. O prazo expira em outubro;

19. Que, sem pão e sem circo, a paciência do brasileiro está por um fio. Até porque a gente odeia comer brioches no escuro;

20. Que o brasileiro é antes de tudo um forte -- e saberá virar esse jogo, apesar de todos os pesares. Até porque a gente não vê, mas sabe: Deus continua brasileiro.

 
 
COMENTÁRIOS | cadastrar comentário |
 
 
© 2003 .. 2017 - Rodolfo Martino - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Sicca Soluções.
Auto-biografia
 
 
 
BUSCA PELO SITE