Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Pirotecnia eleitoral

A cidade de São Paulo participou
no sábado da Jornada Internacional
“Dia Sem Carro”. Que beleza!

Foi um fiasco anunciado…

II.

Como bom paulistano – e também para
não me chamarem de politicamente
incorreto -, viajei na sexta à noite.
Voltei na madrugada de domingo.

Colaborei à minha maneira…

III.

Por força desta hábil manobra,
não pude participar, como não gostaria
da tal Virada Esportiva, ocorrida
das 14 horas de sábado
às 14 horas de domingo.

Ando com uma preguiça…

IV.

Aliás, acho mesmo uma belíssima
jogada eleitoral promoções como
essas duas e a tal Virada Cultural,
que ocorreu meses atrás.

O prefeito-tampão Gilberto Kassab
está de olho grande num segundo
mandato e fica inventando moda
para os descolados …

V.

Já sei, já sei…

Haverá quem me chame de ranzinza.
Não lhes tiro a razão, não.

Valho-me daquele velho e
esgarçado argumento: há tantos
serviços mais importantes
que me parece um desperdício usar
recursos públicos para tais promoções.

Pirotecnia eleitoral, com
a complacência da mídia.

VI.

Mídia, aliás, que adora um lesco-lesco.

Desde sábado, os noticiários ‘chutam’
números fantásticos de participação.
A afiançar a proeza do feito.

Ouvi de 300 mil a um milhão…

VII.

Era melhor que os coleguinhas
apurassem direito antes de passar
a informação. É o básico do jornalismo.

Pareceu que funcionavam
como “assessores” da Municipalidade.

Um horror…

VIII.

Na verdade, nem sei o porquê
enveredei por este caminho
no post de hoje…

Havia prometido a mim mesmo,
não bater por aqui em determinados
assuntos que, aliás, a mídia bate
que bate à exaustão…

Mas, enfim, não resisti…

IX.

Agora nem sei terminar o texto.

Por isso, vou ficando por aqui.
Antes que algum leitor desconfie
da minha falta de assunto para hoje.

Em parte, ele terá razão…

X.

Aliás, meus cinco ou seis
leitores têm sempre razão.

Convenhamos: acreditar que,
em função desses eventos eventuais,
os bacanas vão trabalhar de ônibus ou
nos tornaremos em saudáveis esportistas
ou mais cultos porque fomos ver shows
que acabam em quebra-quebra, é
pura e descarada enganação.

signature