Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Vou te contar…

Esse Walter Silva não era fácil, não.

Implacável em seus comentários, defendia as convicções musicais até as últimas consequências.

Certa tarde, lá nos idos de 60, esculhambou com um dos meus ídolos na MPB, Jorge Ben (ou Benjor na versão atual), durante o famoso programa radiofônico, o Pick-up do Pica-Pau, pela Rádio Bandeirantes, uma das mais maiores audiências da história do rádio brasileiro.

Não houve perdão.

Ben havia gravado o quarto elepê (Big Ben) em pouco mais de dois anos de vitoriosa carreira. Walter o acusou de aderir a tal onda do iê-iê-iê e maculado a originalidade dos primeiros discos com a fusão espúria do samba, da bossa-nova aos ritmos alienígenas e à guitarra elétrica.

Em outra ocasião, destruiu Gilberto Gil por razões parelhas.

Disse que o autor andava distante da inspiração de antes, quando compôs “Lunik 9”, “Louvação” e “Procissão”, e só pensava em se auto promover. Para tanto até inventou uma tal de Tropicália.

Em uma crônica de jornal, fez a comparação entre Astor Piazzola e o próprio Gil. Aproveitou que os dois se apresentavam em São Paulo em shows distintos e escreveu:

“Piazzola é um grito. Gil, um cochicho. Escolha.”

Vou te contar…

Esse Walter Silva era mesmo um sentimental.

Chorou feito criança ao assistir aos primeiros shows de Maria Rita, num bar que deixou saudades em São Paulo, o Supremo, ali na Oscar Freire.

Maria Rita o fez lembrar-se de Elis, a quem acolheu em São Paulo no começo de carreira e fez sua mais convicta profecia:

— Você será a melhor cantora do Brasil.

Elis tinha, então, 19 anos e um inexpressivo disco de boleros e sambas-canções como cartão de visita.

Vou te contar…

Esse era Walter Silva, o Pica-Pau, uma das minhas influências para virar jornalista, que morreu ontem em São Paulo, aos 75 anos.

* “Vou Te Contar” é o nome do livro que Walter Silva escreveu e publicou em 2002, uma coletânea de crônicas, críticas e comentários musicais.

signature