Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

De um tudo…

Posted on

Foto: Arquivo Pessoal

Rir pra não chorar.

Furtaram de uma praça pública, no Rio de Janeiro, uma estátua de 400 kg em homenagem ao Marechal Deodoro.

Dá pra imaginar?

Pois então amigos…

Ninguém sabe, ninguém viu.

Que falta de absurdo!!!

Roubam de um tudo nesse país.

Não sei que estranhamento todo esse meu.

Devia estar acostumado.

Lembram a Taça Jules Rimet que a seleção ganhou a posse definitiva na Copa de 70 no México?

Levaram da sede da CBF e, ao que consta nos autos, derreteram.

Era ouro maciço.

Foi em 1983.

De lá para cá a coisa só degringolou.

Triste rotina.

Indignar-se quem há de…?

Pra quê? – dizem.

É apenas um delírio ao vento.

As pessoas se fazem indiferentes.

Mudam de assunto.

Autoengano.

Fazem selfies.

Fazem pose. Caras e bocas – e receitas.

Posts para a posteridade.

Viu o que postei hoje no Insta?

E tome elogio pra si mesmo:

Hummm!

Ficou uma delícia!

Vou na contramão.

Não tenho Face.

Não tenho Insta.

Não tenho Twitter.

Não tenho Linkedin.

Não tenho nada.

Logo, não existo.

Não quero que me sigam.

Não sei pra onde vou.

Não sigo ninguém.

Às vezes, só às vezes, penso que estão mais perdidos qu’eu.

Mas, não demonstram…

Ah, mas e o Blog? – perguntam.

Pois é, respondo: o Blog…

Até quando?

Roubam de um tudo nesse país.

Roubaram meu bom humor, minha leveza e minha inspiração.

Até quando?

 

signature
1 Response
  • THEREZINHA GOMES BALLESTEROS
    18, fevereiro, 2020

    Desculpas ,enviei SEM QUERER ! ESTE É O PAIS DA IMPUNIDADE !SE GRITAR PEGA LADRÃO

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *