Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Descobertas e música boa

Imagem: National Science Foundation

Nosso humilde Blog também é Ciência…

Vai daí que abrimos nossa conversa de hoje com a primeira imagem do “buraco negro” no universo, captada pelo telescópio Event Horizon.

Trata-se de uma descoberta conjunta de agências americanas e europeias, com a participação de 200 pesquisadores.

Um feito histórico, sem dúvida.

Dizem e eu acredito.

Mais informações. Leiam AQUI.

Nosso humilde Blog também é cultura…

E foi um querido irmãozinho que me deu o seguinte toque:

– Cara, tem gente fazendo música da boa fora do circuito. Abre espaço pros figuras no Blog. Eles merecem, estão na batalha.

Tomei um bruto susto.

Será que o malandro me confundiu com o Faustão? Ele sabe que sou contemporâneo do Serginho Groisman, mas até aí, neres de pitibiriba. Também não sou da produção do programa da Fátima. A troco de quê me pedir uma coisa dessas?

Entendi, não.

Ele me conhece há tanto tempo.

Sabe que sou um cara humilde do bairro operário do Cambuci. Que o nosso esforçado Blog tem cinco ou seis leitores, fiéis, amados e categorizados… Mas, reconheçamos, não quebra a internet de jeito algum.

Concluo, por conta e risco:

Tá me zoando, como diz meu sobrinho-neto, o Renatinho.

Só pode.

Mas, o brother insiste.

– Já ouviu um grupo chamado Alma Djem?

– Alma o quê?

– Precisa ouvir, cara.

Foi o que fiz na noite de terça, madrugada adentro. Prazerozamente.

Descobri que a banda está na estrada desde 1997, o líder é o cantor e compositor Marcelo Mira. Que a rapaziada é de Brasília e tem uma legião cativa de fãs e admiradores.

Deram uma parada em 2009 e retomaram o grupo em 2013.

Achei no You Tube uma pancada de canções na levada do reggae, mas de indiscutível brasilidade.

Achei demais.

Verdade.

Eu andava desacreditado dos rumos que tomou nossa arte mais representativa, a música popular.

Pô, o que se tem pela aí é de doer de ruim.

Deu um alento ouvir o Alma Djem e o seu reggae envolvente e sincero.

Temos salvação, senhores.

Ufa.

Bateu uma vontade de perguntar ao Faustão, ao Serginho, à Fátima e assemelhados porque não abrem espaço pra essa rapaziada – que foge dos modismos chinfrins – com mais frequência em seus programas?

Mais e mais gente precisa conhecer esse som. Antes de sermos todos abduzidos pelo tal do buraco negro.

Até foto na pinta, o fenômeno já está divulgando.

O velhote aqui só agora descobriu a rapaziada e, desde já, faço a minha parte:

Sigam o Alma Djem nas redes sociais:

https://www.facebook.com/almadjem/

https://twitter.com/almadjem

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *