Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Dimenstein, legado

Foto: Catraca Livre

Confesso que estou preocupado com o efeito da leitura deste livro, temo que dê margem para insinuações contra o poder civil, lançadas pelos autoritários dispostos a apresentar soluções radicais.

(…)

Estou absolutamente convencido de que o apadrinhamento, o tráfico de influência são estimulados pela concentração de poder e não pela democracia. Dispostos a atacar a corrupção quando tomaram o poder, os militares montaram um castelo de desconfianças que levou à concentração de recursos na mão de poucos. Com a censura dos meios de comunicação e a inevitável corrosão que ataca as castas que perduram no poder, os castelos acabaram por favorecer as condições para reprodução dos germes que queriam erradicar.

 

GILBERTO DIMENSTEIN no prefácio do livro A República dos Padrinhos (1988)

*O jornalista Gilberto Dimenstein morreu ontem em São Paulo, aos 63 anos.

Leia AQUI o comentário de Josias de Souza

Leia também Seleção de Textos que Dimenstein escreveu na Folha de S.Paulo.

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *