Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

O dia em que o Levezinho foi mais feliz

Em 2009, o atacante Liédson se tornou o sexto estrangeiro e último brasileiro a se naturalizar português para jogar pela seleção Lusa. Ao contrário de outros brasileiros já naturalizados, o “Levezinho”, como é chamado em Portugal pelo seu porte físico, já era famoso no Brasil antes de chegar ao país. O jogador teve boas passagens por Coritiba, Flamengo e, por último, Corinthians. Estava muito bem no clube paulista quando resolveu aceitar a proposta do Sporting de Lisboa.

(…)

Assim, no dia 5 de setembro (de 2009), estreou não em um amistoso como Deco, mas já em uma partida oficial e decisiva. Com necessidade de vencer aquele jogo contra a Dinamarca e também com a pouca opção de atacantes na equipe, o brasileiro foi a solução.

(…)

Portugal perdia da Dinamarca por 1 a 0, e o resultado tirava a seleção portuguesa da Copa da África. Então no segundo tempo, a exemplo da estreia deDeco, Liédson entrou na partida e, aos 40 minutos, marcou o gol de empate que deu novas esperanças ao time português.

(…)

E foi na África do Sul que o convocado luso-brasileiro realizou seu maior sonho:

— Marcar um gol em Copa do Mundo é a maior das sensações. Nem dá para descrever. É a realização de um desejo de criança. Estou feliz com a decisão que tomei e jamais vou me arrepender. Defendi a seleção portuguesa, com muito orgulho – disse Liédson ao comentar seu gol, o quinto de Portugal na goleada de 7 a 0 contra a Coréia do Norte.

* Depoimento aos jornalistas Fábio Ferreira e Graziela Sirtoli, autores do livro-reportagem Paixões Brasileiras em Portugal – Futebol e Telenovela, apresentado como trabalho de conclusão do curso de Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo.

signature