Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Tragédia sem precedentes

Posted on

Recebo no WhatsApp dezenas de mensagens, em textos e vídeos, a lamentar o infortúnio que desgraçou o mais antigo dos nossos museus.

Separo a que vem assinada pelo professor Thomas de Toledo, doutorando em Arqueologia pelo MAE/USP, para aqui reproduzi-la, com a devida permissão.

Tomo esta liberdade  por solidariedade.

Também por entender que é uma causa que atinge a todos nós, brasileiros e cidadãos.

Leiam, por favor.

(…)

Uma tragédia sem precedentes é o incêndio no Museu Nacional na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro. Seu presente de 200 anos foram cortes orçamentários que levaram à completa destruição de 20 milhões de peças. O museu mais antigo do país, onde funcionou a sede da Monarquia, foi abaixo pela irresponsabilidade de como as autoridades vêm tratando a memória histórica e o conhecimento. Perdemos um acervo histórico, arqueológico, antropológico, etnográfico e de História Natural respeitável internacionalmente. Tínhamos a maior coleção egípcia da América Latina, com múmias intactas dentro de seus sarcófagos. Acervo africano, americano pré-colombiano, grego, mediterrâneo, do Brasil pré-histórico e fósseis até mesmo da mais antiga brasileira já encontrada: Luzia. Havia ainda animais desde a explosão cambriana, dinossauros, a megafauna do pleistoceno, como a preguiça gigante e até mesmo milhares de borboletas. Perdemos uma biblioteca insubstituível, com obras raríssimas como os livros da expedição de Napoleão no Egito e o diário de viagem de Dom Pedro II às pirâmides e a Luxor. Pesquisas em andamento viraram pó. A memória e a ciência brasileira e mundial estão em luto. Uma dor irreparável! Que nestas eleições, haja um compromisso dos políticos com a memória, a história e a ciência. Minha solidariedade a todos os trabalhadores e pesquisadores.

(…)

Indicações de outras leituras:

Sakamoto: Incêndio do Museu Nacional não é tragédia; mas fruto de um projeto de país

CartaCapital: A falta de prestígio da História é histórica no Brasil

UOL: Reforma do Maracanã bancaria manutenção do Museu Nacional por 2,4 mil anos

El País: O longo e incerto caminho para a construção do Museu Nacional

Foto: Manifestantes em frente ao que restou do Museu Nacional entram em confronto com policiais/ Thomaz Silva

Veja também:

 

 

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *