Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

A Cor da Vida (19)

Foto: Arquivo Pessoal

19 – O CORUJÃO

Para ser bem sincero, nunca entendi direito o que realmente estava acontecendo.

Disse isso para a minha mãe, a Denise.

Vi que ela respirou fundo antes de me responder.

Pensou um instante, e respondeu:

– Ninguém está, Mingo. Vivemos hoje uma grande e ameaçadora interrogação.

*

Preferi não esticar o assunto.

A mãe me pareceu ter ficado ainda mais triste.

Não toquei mais no assunto.

Todos andavam desconfiados e cabisbaixos.

Estava bem estranho. Tão estranho que os dias se passaram sem que eu me desse conta.

Sábado, domingo, segunda, terça…

Era tudo igual.

Silenciosamente igual.

Até que, em determinada manhã, tive a surpresa.

Quando acordei, o Enzo já não estava mais na pousada.

Bateu em mim um estranhamento ainda maior.

– E agora

Será que foi tudo um sonho?

Ou os dias que voaram mesmo?

Loucura isso de misturar quarentena e férias!

Na real?

Os dias voaram, sim.

*

O Sr. Ambrósio foi quem me deu a notícia.

Disse que “o nosso amigo” embarcou no voo da meia-noite que chamam de Corujão.

– Quem?

– O nosso amigo, o Enzo.

Achei um pouco esquisito.

Mas me fiz de adulto.

Hãhã, respondi, como se já soubesse de tudo.

*

Na real?

Temi um pouco pela sorte do Enzo porque alguém me falou que coruja dá azar.

Imagine um Corujão em tempo de pandemia? Cruz credo! Bate na madeira. Três vezes. Toc. Toc, Toc.

Corri contar para minha mãe sobre o meu temor.

E adivinhem?

– Domingos, não fale bobagem.

– Mas, mãe, eu…

– D_o_m_i_n_g_o_s!!!

*

Sr. Ambrósio ainda tentou me explicar o porquê a pressa de embarcar.

Enzo foi encontrar o editor dele e entregar o original do conto que acabara de escrever para um concurso literário em Portugal.

(Desconfio quem “sou” o personagem.)

Fiquei um pouquinho curioso. Mas, disfarcei:

– Não era um livro? – perguntei.

– O livro vem depois, menino. O que o Enzo mais gosta de fazer é contar histórias. Também gosta muito de viajar. Tomara que volte logo. Sentirei a falta das nossas conversas e de ter com quem compartilhar o vinho. Ele é um grande amigo.

*

Puxa, o Sr. Ambrósio admira e curte mesmo o Enzo. Bom ter amigos legais.

Pensei comigo mesmo.

É isso!

Eu também gosto de viajar (especialmente para a Argentina para ver o meu pai). E acho que aprendi com o Enzo a contar histórias.

Será que vou ser escritor?

Farei do Enzo um personagem bacanudo,

O que vocês, aí, do outro lado da telinha acham?

Posso começar a treinar desde já. O que acham de eu escrever o diário dessas férias que, de repente, virou pandemia, entristeceu as pessoas e acabou em quarentena?

E aí?

O que acham?

Vai ficar legal?

Termina amanhã…

signature

Ainda nenhum comentário.

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *